contabilidades e outros

30
Out 08


Ao nível da protecção do ambiente a proposta de OE para 2009 prevê algumas medidas ao nível fiscal de agravamento ou desagravamento de impostos consoante exista prejuízo ou benefício para o ambiente.
 

Assim, teremos uma dedução à colecta do IRS para as despesas com a aquisição de veículos exclusivamente eléctricos ou movidos a energias renováveis não combustíveis, bem como, isenção de IRC da diferença positiva entre as mais-valias e as menos-valias resultantes da transmissão onerosa de veículos afectos ao transporte público de passageiros e mercadorias, e a majoração, em valor correspondente a 120% do respectivo montante, dos custos suportados com a aquisição, em território português, de combustíveis para abastecimento destes veículos.
Por outro lado, e no âmbito da reforma da tributação dos veículos, nomeadamente em sede de Imposto sobre Veículos (ISV) os escalões do imposto são agravados com o aumentado em 5 e 10 gramas de CO2, para a gasolina e gasóleo, respectivamente.
É prorrogado por mais um ano o incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida mas com uma condicionante importante, agora o veículo a adquirir deverá ter um nível de CO2 inferior a 120 g/km.
Por fim, estabelecem-se medidas definir os valores das emissões de CO2 nos veículos ligeiros de mercadorias e nos veículos ligeiros mistos para assim lhes puder também ser aplicável o regime geral da tributação automóvel.(In Vida Económica)
 

 

 

publicado por insónia às 17:28

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO